26 de setembro de 2014

83.

daqui pra lá



marquei aqui nesse banco
pra gente se encontrar de novo
você não era mais piano
e eu não era mais poema
você era orquestra
e eu era só três letras                                                d-o-r

marquei aqui nesse banco
pra gente reviver o ontem
mas ele também foi embora
e não veio pro reencontro
e a gente já era outro
e o outro já era feio

marquei aqui nesse banco
pra gente se encontrar de novo
eu já não tinha cor e era torta
e tinha feridas por todo o corpo

você brilhava e era oceano
era também navio
e até comandante


OBS 02/10/15: hoje detesto esse poema, tentei fazer uma paródia meio engraçada/satírica dele mas as rimas não me ajudaram tanto, enfim. Não alimentem o sentimento do qual ele fala sobre! Abraço!