14 de março de 2013

69.

Sobre os dias que nunca existiram.


Ontem à noite Lívia decidiu marcar com um X no calendário todos os dias do mês que já haviam passado. Se pegou impressionada com tantos xis e nenhuma lembrança daqueles dias todos, ela havia mesmo os vivido? Não sabia. Duvidava. E riu-se. Pensou que o X caia muito bem naqueles quadrados, cortando os dias como se dissesse "esse não existiu" "tampouco esse aqui".

11 comentários:

  1. "Suck, baby, suck, give me your head."

    ResponderExcluir
  2. Lívia é uma tola. Cada xis que ela marca num dia que passou, aumenta as chances de um dia vindouro ser tão irrelevante quanto esses, aí marcados. Lamentar não é agir pra melhorar algo, é apenas lamentar. É, talvez, uma espécie de fuga, de covardia.

    Belo micro-conto!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ela não estava lamentando, estava constatando. Talvez se ela nunca parasse para marcar os dias e nunca visse que todos tinham passado sem deixar nela nenhuma lembrança, ela nunca notaria essa urgência de vida, de mudança.

      Obrigada!

      Excluir
  3. Adorei seus blogs, delicada e elegante mocinha. Desse, particularmente, onde você posta seus escritos adorei o título de um estremado bom gosto e originalidade. Seus contos são de uma maturidade e lucidez tocantes. Parabéns e obrigado pela excursão Drumoniana. Sem querer abusar da bondade, visitarei mais vezes, posso? Ganhou um simpatizante.

    http://apoesiaestamorrendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oh, muito obrigada, Fábio. Claro que pode, apareça sempre. Ah, fico feliz, você também ganhou uma! Se me permite comentar, achei você um pouco parecido, em aparência, com o Sherlock Holmes da série! (risos) Já ouviu falar? http://bit.ly/YPLruK
      É isso, volte sempre.

      Abraço.

      Excluir
  4. Passei por aqui lendo, e, em visita ao seu blog.
    Eu também tenho um, só que muito simples.
    Estou lhe convidando a visitar-me, e, se possível seguirmos juntos por eles, e, com eles. Sempre gostei de escrever, expor as minhas idéias e compartilhar com as pessoas, independente da classe Social, do Credo Religioso, da Opção Sexual, ou, da Etnia.
    Para mim, o que vai interessar é o nosso intercâmbio de idéias, e, de pensamentos.
    Estou lá, no meu Espaço Simplório, esperando por você.
    E, eu, já estou Seguindo o seu blog.
    Força, Paz, Amizade e Alegria
    Para você, um abraço do Brasil.
    http://josemariacostaescreveu.blogspot.com



    ResponderExcluir
  5. O mais engraçado é que as vezes eu até esqueço de arrancar as folhas dos meses que passou.
    As horas, dias, semanas e meses, andam passando rápido de mais.
    Estamos sobrevivendo ao invés de viver.

    Adorei aqui, ti sigo!
    http://minhaformadeexpressao.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Pena que Lívia não é um caso isolado. Quantos podem dizer que realmente viveu o dia? A maioria de nós está só passando pelas datas...

    Abraços!!!

    ResponderExcluir
  7. Plap, plap, plap! Uma salva de palmas!
    Teu blog é lindo, parabéns!
    Vem conhecer o meu:
    leiakarine.blogspot.com

    ResponderExcluir